UNANTI visita Cemitério dos Prazeres

No âmbito da disciplina de Museologia, um grupo de alunos da UNANTI – Universidade das Avenidas Novas para a Terceira Idade visitou o Cemitério dos Prazeres, no dia 20 de abril.

O Cemitério dos Prazeres foi construído no período romântico, em 1833, por ocasião da epidemia de “cólera morbus”. Aqui existem cerca de 7500 jazigos mas mais de metade estão abandonados. É neste local que se encontra o maior jazigo da Europa – o jazigo de Palmela.
Durante a visita, o grupo teve a oportunidade de admirar os jazigos existentes que resultam em verdadeiros monumentos de autores anónimos, que se misturam com peças de arquitetos de renome e de alguns dos maiores escultores.
Entre os autores anónimos encontra-se o jazigo de um carpinteiro, construído em mármore com os diferentes instrumentos que utilizava na sua atividade profissional. Curiosamente, o martelo reproduzido em mármore tem a inscrição do número de série.
No final, os alunos visitaram a exposição presente na capela do cemitério, intitulada “A Cerimónia do Adeus – O Funeral de Estado de Mário Soares visto pelos fotógrafos”.