Prevenção dos Maus Tratos na Infância

Na tarde de 26 de abril, o Salão Nobre da Junta de Freguesia de Avenidas Novas foi palco de uma ação de sensibilização ao tema da Prevenção dos Maus Tratos na Infância.

A primeira parte do evento foi conduzida pelos alunos de Teatro da UNANTI – Universidade das Avenidas Novas para a Terceira Idade que apresentaram, de forma artística, as diferentes formas de violência – física e psicológica -, evocaram alguns casos verídicos de maus tratos infantis e abordaram a ligação entre avós e netos.
Com a plateia repleta de público, seguiu-se uma tertúlia sobre a temática em causa, conduzida pelo vogal da Intervenção Social, Gonçalo Vassalo Moita. O painel de convidados foi composto por Fátima Matos, do Gabinete de Intervenção Psicossocial do Agrupamento de Escolas Marquesa de Alorna, Sofia Silveira, da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) Lisboa Centro, e a Dr.ª Ana Clarke e a enfermeira Glória Lopes, do Centro de Saúde de Sete Rios.
Durante a tertúlia, foram abordadas diversas questões relacionadas com os maus tratos infantis, desde a sua prevenção, ao despiste e solução do problema.
Fátima Matos abordou algumas das iniciativas que as escolas têm vindo a desenvolver no combate aos maus tratos infantis. A Dr.ª Ana Clarke e a enfermeira Glória Lopes abordaram a questão do silêncio. Muitas vezes as vítimas de maus tratos não têm coragem para expor o problema, por esse motivo é fundamental estar-se atento às mudanças de comportamento das crianças e sobretudo ao silêncio. Por outro lado, Sofia Silveira referiu as diferentes formas de atuação levadas a cabo pelo CPCJ.
Para terminar foi exibido o vídeo da atividade “Quem Bem Me Quer”, realizada nas escolas.
Esta iniciativa contou ainda com a presença da Senhora Presidente da Junta de Freguesia, Ana Gaspar.

Veja aqui as fotografias.