Celebração do Dia Mundial da Árvore e da Poesia

Decorreu no passado dia 21 de março, na Escola Mestre Arnaldo Louro de Almeida, no Bairro Santos ao Rego, a celebração do Dia Mundial da Árvore, das Florestas e da Poesia, promovida e organizada pela Junta de Freguesia de Avenidas Novas.

A cerimónia, que evocou também o início da primavera, decorreu no anfiteatro ao ar livre do pátio de recreio da escola, e abriu com as intervenções da Presidente da Junta de Freguesia Ana Gaspar e da Diretora da Escola Professora Ana Luisa Pires. De seguida, os 12 delegados de turma, em representação de todos os alunos, ajudaram na plantação de duas árvores da espécie Brachychiton populneus nos canteiros ajardinados do recreio.

Posteriormente, as crianças, professores e público presente, assistiram a um programa cultural que incluiu diversos momentos literários e musicais.

O programa teve início com a declamação, pela escritora e poetisa Lília Tavares, de um poema da sua autoria (Hoje acordei com a dor das árvores) e de outro em co-autoria com o poeta Joaquim Pessoa (Como árvore que sou). Depois, o ator João Ferrador declamou também dois poemas alusivos ao tema do dia, um de Fernando Pessoa (Segue o teu destino) e um de Jorge Sousa Braga (As árvores como os livros têm folhas).

Foi então a vez da banda da escola atuar e apresentar uma música instrumental com diversos instrumentos de percussão e uma cantiga popular. A escritora Lília Tavares regressou então ao palco para apresentar uma versão teatralizada de um conto de Sophia de Mello Breyner intitulado A Árvore, procurando homenagear a grande poetisa, no ano em que se comemora o centenário do seu nascimento. Este foi um momento muito divertido com a participação do João Ferrador e da professora Ana Luisa e de algumas crianças que, com gestos e vozes, ajudaram a interpretar o conto escolhido.

O encerramento da festa coube ao músico, cantor e poeta João Afonso que ofereceu aos presentes duas canções dos seus primeiros álbuns e, enquanto natural de Moçambique, apelou ao contributo de todos para ajudar o povo do seu país, em grande sofrimento perante a tragédia recente provocada pelo ciclone Idai. No final, o cantor recordou o seu tio Zeca Afonso e, com o público em coro, interpretou a bela Canção de Embalar.   

Para além da Presidente Ana Gaspar estiveram também presentes os Vogais do Executivo Dora Albuquerque e José Maria Escarameia assim como alguns elementos da Junta de Freguesia responsáveis pelas áreas do Espaço Público, Espaços Verdes, Cultura e Eventos.