A CML abriu uma área de atendimento específica para esclarecer os munícipes sobre questões relacionadas com as novas medidas decretadas sobre o arrendamentos e os contratos no mercado privado no âmbito do COVID 19.

Já a funcionar desde quarta-feira, a Linha "É Habitação" vem assim tirar dúvidas que muitos munícipes estão a expor à autarquia, com perguntas como, por exemplo, «tinha um processo de despejo a decorrer. O que acontece agora?; ou sobre aumentos de renda neste período, entre outras matérias,  

Este novo canal de comunicação da edilidade vai também permitir fazer uma avaliação das necessidades decorrentes da situação epidémica e dos efeitos que esta poderá provocar no mercado de habitação, para implementação de políticas de resposta adequadas

“Precisamos de perceber como é o dia de amanhã das pessoas, para pensar em novos modelos, em novas medidas”, refere a vereadora da Habitação e Desenvolvimento Local, Paula Marques sobre a nova linhas e os seus objetivos.

A Linha "É Habitação" está disponível de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h30, podendo os interessados contactar através do número telefónico directo 800 910 075 ou enviando mensagem para o email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

Esta medida insere-se num conjunto estratégico que a CML tem tomado para apoiar as famílias e a atividade da cidade neste momento, entre as quais se destaca a moratória sobre as rendas em património municipal, tanto habitações como de lojas e outros espaços usados por associações locais.

Foi também lançada a Rede Contacto, em conjunto com juntas de freguesia, Gebalis, associações de moradores e entidades ligadas ao programa BIP ZIP, que estão neste momento a distribuir informação sobre as formas de proteção contra o COVID -19, a acompanhar idosos isolados e famílias vulneráveis.  ​

 

Lisboa, 30 de março de 2020